Carnaval em São Paulo: dicas de compras

Sao Paulo

Oi, galera! Aproveitaram o último feriado de carnaval??? Eu não sou da turma que vai pro bloco, então, carnaval pra mim é sinônimo de descanso, e nada melhor que descansar viajando (apesar de eu ter ficado morta depois dessa viagem)! Esse já é o segundo ano que eu viajo para São Paulo no carnaval. A cidade fica vazia porque a maioria das pessoas sai da capital pra aproveitar o carnaval nos interiores ou no Rio, que é ali pertinho. Resultado: você fica com uma São Paulo sem trânsito e sem “muvuca”. Perfeito!

Esse ano eu viajei uma semana exata antes do carnaval e fiquei até segunda-feira porque a passagem de volta tanto na terça de carnaval quanto na quarta de cinzas estava muito cara. Mesmo assim, foi ótimo. Muitas pessoas já vieram me pedir dicas sobre a cidade e principalmente sobre onde fazer compras de vestidos de festa – um dos grandes motivos da minha ida à cidade tanto ano passado quanto nesse ano. Como vocês já sabem, eu tenho uns vários casamentos e formaturas pra ir em 2015 e não dá pra ficar comprando esses vestidos de mil reais que a minha bela Manaus quer vender pra mim.

Sendo assim, nesse post sobre minha viagem para São Paulo eu quero compartilhar com vocês minhas dicas de viagem que incluem compras e comida, muita comida. Acima de tudo, essa viagem foi uma viagem gastronômica. Voltei rolando. apesar de muito satisfeita. Agora é correr, literalmente, atrás do prejuízo pra perder todos os quilinhos adquiridos para estar belíssima nos meus eventos do ano. Agora, menos blá blá blá e vamos direto ao que importa!

A saga das compras

Dicas de compras em São Paulo

A primeira coisa que vocês precisam saber é que como eu fui em fevereiro, muitas lojas ainda estavam liquidação, logo, os preços estavam lá embaixo.

Sapatos

Todo mundo diz que a Oscar Freire é a rua mais cara de São Paulo, eu, entretanto, disso não sei… Como fui em época de sale nas duas vezes que fui com intuito de comprar, mesmo a tal da Oscar Freire ainda tinha preços bons. Uma das minhas lojas favoritas dessa rua é a Riachuelo, e vou explicar o porquê. A Riachuelo da Oscar Freire é a loja conceito, ou seja, as melhores peças vão todas pra lá e há peças de lá que você não encontra nas outras. É como se ela carregasse a nata das roupas da marca.

oscar freire

Uma coisa eu digo, você percebe a diferença! Até o atendimento… A loja é composta por três andares: 1º) roupas e acessórios femininos; 2º) metade feminino (roupas mais elegantes e trajes de banho) e metade masculino; 3º lingerie e roupas e acessórios de criança. No último andar você também encontra um banheiro bem limpinho e um bar que você pedir água de graça. Vale muito a pena entrar. Esse ano a vitrine era com o tema Star Wars, e é claro que eu fui à loucura! O lado chato de ser liquidação é que algumas peças simplesmente esgotam muito rápido. Eu super sofri com uma saia jeans que estava na vitrine mas que já tinham sido vendidas todas as peças.

riachuelo

Outra loja que você acha tanto na Oscar Freire quanto no shopping é a Forever 21, a marca que nos leva à perdição nos Estados Unidos (hehehe). É óbvio que os preços da loja do Brasil não podem ser comparados aos preços no exterior. Ainda assim, a loja tem peças lindíssimas a preços razoáveis. Normalmente vale mais comprar vestidos do que blusas, já que eles possuem basicamente o mesmo preço. O vestido mais caro que eu comprei foi R$ 149,00. Na minha opinião, a loja da Oscar Freire é mais legal que a do Shopping Eldorado, mas vocês podem tirar suas próprias conclusões. Uma coisa é certa, a visita à loja é bem válida!

forever_21_oscar_freire_colecao_masculina_ft07

Agora vou dar uma dica de ouro… Na rua Henrique Schaumann – 518 você encontra a Gregory Off Price. Não vou enganar vocês e dizer que todas as peças ficam a preço de banana, mas elas caem 50%, 70% sim! Então você pode achar peças de qualidade por um preço mais normal, apesar de não ser barato. Se você gosta da marca, dá uma passadinha lá. Ah! A loja funciona aos domingos também, e é bem pouco movimentada nesse dia.

010_OFF-PRICE

Saindo um pouco do glamour das lojas dos bairros nobres, vamos para a famosa José Paulino! A rua é cheia de lojas com preços baixíssimos. Eu confesso que a única loja que eu sei o nome e sempre consigo alguma coisa é a KWi. Inclusive foi nessa loja que comprei um dos vestidos que vou usar nos casamentos que estão por vir. Na Zé Paulino você tem que pesquisar, não tem jeito. Tem que entrar nas lojas, mexer bem, prestar atenção. Não é como no shopping que é tudo mais fácil, arrumadinho. É preciso dar um garimpada. Algumas lojas exigem um mínimo de compra e outras CNPJ. Você deve perguntar logo de cara pra não perder tempo.

Algumas pessoas já me perguntaram onde eu compro meus vestidos de festa em São Paulo e agora vou falar só sobre isso. Graças a uma grande amiga minha (thanks, Jess), desde o ano passado, eu compro meus vestidos na Feira do Vestido de Festa. E o que viria a ser isso? Imagine cinco galpões cheios de vestido, já? Então, é melhor! Pra começar, não é uma feira, são lojas mesmo. Cinco, para ser mais exata. A primeira é a outlet, que eu particularmente nunca acho nada muito legal. A segunda é a minha favorita, são os vestidos longos a partir de R$200,00. A terceira são vestidos a partir de R$400,00 ou R$500,00. A quarta são vestidos importados super ultra mega caros cheios de pedraria (nunca ousei entrar nessa). A quinta é só de vestidos curtos a preços variáveis.

Feira do vestido de festa

É possível que no galpão de 200 reais você ache peças de 500, mas nada muito além disso. Esse galpão é meu favorito primeiro por causa dos preços, segundo porque sempre acho os modelos dele muito bonitos. Todos os galpões tem provadores e vendedoras que irão auxiliar sua compra do início ao fim. A loja é bem séria e tem até uma lugar que seus convidados – aqueles que não vão comprar nada – podem ficar sentados e olhar você desfilar com os modelos. Você se sente meio que naqueles programas do Discovery Home & Health. Antes de fechar a compra a loja faz uma análise do vestido e se houver qualquer defeito eles avisam e tentam trocar a peça.

Captura de Tela 2015-03-05 às 19.12.12

OBS: Ignorem completamente o site da loja porque por algum motivo idiota eles sempre colocam os vestidos mais feios no site! Sem contar que o site em si é bem ruinzinho. Abre só pra pegar o endereço mesmo, hehe.

Se você estiver indo sozinha, vá na feira, é uma das melhores opções, apesar de não ser a única. Se você estiver indo com outras mulheres que também querem comprar vestido, recomendo ir nas últimas lojas da Zé Paulino. Pasmem, mas eu encontrei o mesmo vestido que eu comprei da feira nas lojas da Zé Paulino. Ah! A feira fica perto da rua, dá pra ir andando. O problema é que o vestido que eu comprei na feira por R$400,00 (é só um exemplo) eu até encontro na Zé Paulino por R$150,00 (é… essa é a diferença aproximada), mas na rua eu só consigo comprar no mínimo 6 peças. Tem lojas que pedem 12 peças para vender, e em alguns casos você precisa ter CNPJ. Sem contar que você não tem provador. É válido se você tiver dinheiro ou pensa em revender na sua cidade, mas não era o meu caso.

Descendo um pouquinho mais no elevador das compras, vamos para a 25 de Março. Todo mundo já deve ter ouvido falar nesse rua. Lá é que é uma bagunça meeeesmo. Se eu pudesse, eu teria mudado toda a decoração da minha casa… Lá tem muito coisa legal, sério. Desde pequenos itens decorativos até os maiores. Sem contar que você acha umas bijus muito legais! Tem também lojas especializadas em artigos de festa, até comprei umas leseirinhas pra eu usar esse ano. Se você vai casar ou dar uma festona de alguma coisa, eu recomendo a 25 de Março.

Bem, gente… É isso! Por hoje é só! Espero que tenham gostado das diquinhas de compras na grande São Paulo. Com certeza tem muita coisa que eu ainda podia ter falado pra vocês, mas preferi deixar os meus favoritos. Ah! Nessa última viagem eu só fui ao Shopping Eldorado. Lá é bem legal também. Boas opções tanto de loja quanto de comida. E foi lá que eu comprei meu óculos Michael Kors pela metade do preço! Na compra de um você levava o outro de graça, me juntei com a minha tia e tchanram!

No próximo post conto pra vocês sobre a parte gostosa/ gastronômica da viagem! Até!

IMG_3397

Ah! Me desculpem pelas fotos de celular… Sabe como é, em casa de ferreiro espeto de pau. Acaba que nessas viagens rápidas eu nem uso a câmera. Me perdoem, só dessa vez! hehehe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s